Página inicial do sítio Ferramentas Recomendações

Recomendações

As recomendações são o resultado de 8 meses de análise de inventários, de inquéritos e estudos que permitiram aos parceiros redigir diretrizes simples e práticas para trabalhadores e proprietários/cozinheiros de restaurantes. A tabela abaixo propõe sugestões diárias que pretendem tornar-se hábitos instintivos para uma dieta mais equilibrada.

Algumas recomendações são comuns para os seis países participantes e algumas são adaptadas às especificidades nacionais. As recomendações abaixo são apresentadas de acordo com o país. Analise e compare as recomendações para os países!

BÉLGICA

RESTAURANTES
1 – Dê prioridade a métodos de confeção como a cozinha ao vapor, no forno ou os grelhados.
2 – Proponha vegetais como acompanhamento e fruta como sobremesa.
3 – Coloque o pão integral na mesa.
4 – Não coloque sal na mesa.
5 – Disponibilize pratos confecionados com aves ou outras carnes brancas.
6 – Disponibilize peixe na minha ementa.
7 – Disponibilize água da torneira a pedido.
8 – Substitua a manteiga pelo azeite para acompanhar o pão.
9 – Disponibilize produtos lácteos para a sobremesa.
10 – Substitua biscoitos aperitivos por azeitonas, saladas ou frutos secos.
TRABALHADORES
1 – Provo antes de temperar.
2 – Uso menos gordura e dou preferência aos óleos vegetais.
3 – Como pelo menos 5 porções de fruta e vegetais por dia.
4 – Opto por métodos de confeção com baixo teor de gordura (grelhar ou cozer a vapor ou no forno, etc.).
5 – Bebo 1,5 litros de água por dia.
6 – Incluo comidas ricas em amido em todas as refeições.
7 – Consigo estar alguns dias sem comer carne.
8 – Como peixe uma ou duas vezes por semana.
9 – Ingiro dois produtos lácteos por dia, de preferência magros.
10 – Pratico atividade física pelo menos 30 minutos por dia.

REPÚBLICA CHECA

RESTAURANTES
1 – Dê prioridade a métodos de confeção como a cozinha ao vapor, no forno ou os grelhados.
2 – Ofereça pratos em dois tamanhos.
3 – No nosso país, os acompanhamentos são excessivos em comparação com outros países – muitos hidratos de carbono
–> Servir menos carne, mas mais legumes; e servir menos acompanhamentos = um quarto do prato
–> Alterar os rácios nutricionais das porções – mais vegetais, menos acompanhamentos – ambos confecionados a pedido e refeições checas típicas = metade legumes, um quarto de acompanhamentos e um quarto de carne.
4 – Ofereça uma gama de porções mais pequenas. A sopa é característica da República Checa, por exemplo, uma sopa de goulash espessa servida com pão e seguida pelo prato principal é demasiado rica em calorias
–> Sirva porções mais pequenas de sopa sem pão, exceto se a sopa for o prato principal.
5 – Aumente a variedade de saladas de vegetais, temperadas sobretudo com azeite ou óleo de colza.
6 – Reduza o teor de ácidos gordos trans nas gorduras alimentares e nos produtos que utilizem oleos alimentares, dando preferência ao azeite de oliva ou ao azeite de colza - prensado a frio.
7 – Amplie a escolha de feijões, ervilhas e outras leguminosas durante o inverno.
8 – Use menos gordura e sal + Use sal iodado.
TRABALHADORES
1 – Prove a comida antes de adicionar sal e/ou experimente outros condimentos.
2 – Reduza a utilização de gordura e use preferencialmente óleos vegetais.
3 – Coma, pelo menos, 5 porções de fruta/vegetais por dia.
4 – Para a sobremesa, escolha uma opção baseada em fruta fresca e, ocasionalmente como alternativa, produtos lácteos.
5 – Opte por métodos de confeção que não adicionam muita gordura (a vapor, assados, grelhados, etc.).
6 – Escolha água para acompanhar o almoço.
7 – É necessário e muito importante optar por uma dieta regular e mantê-la: Recomenda-se a ingestão três refeições por dia. A ingestão energética máxima deve dar-se ao almoço, apesar do pequeno-almoço dever ser considerada uma refeição diária importante. O jantar é a terceira refeição do dia. As pequenas refeições de manhã e à tarde deverão constituir apenas uma pequena porção da ingestão diária de energia. Escolha vegetais ou fruta. Recomenda-se um intervalo de 3 horas entre refeições.
8 – Lembre-se que o pequeno-almoço é a refeição mais importante do dia, que aumenta o bem-estar e é um bom início para cada dia.
9 – A fome entre as refeições principais deverá ser saciada ingerindo frutos ou vegetais.

FRANÇA

RESTAURANTES
1 – Dê prioridade a métodos de confeção como a cozinha ao vapor, no forno ou os grelhados.
2 – Ofereça pratos em dois tamanhos.
3 – Disponibilize pelo menos uma entrada com saladas (vegetais crus e/ou fruta).
4 – Disponibilize pelo menos um prato com peixe ou proteína vegetal.
5 – Disponibilize vegetais e alimentos ricos em amido como acompanhamento em todos os pratos.
6 – Disponibilize pelo menos uma sobremesa com fruta fresca.
7 – Como aperitivo, disponibilize azeitonas, frutos secos e vegetais em vez de amendoins e biscoitos salgados.
8 – Disponibilize temperos para saladas elaborados com queijo fresco magro, sumo de limão e ervas.
9 – Disponibilize pão integral.
10 – Disponibilize automaticamente água da torneira aos meus clientes.
TRABALHADORES
1 – Prove a comida antes de adicionar sal e/ou outros condimentos.
2 – Reduza a utilização de gordura e use preferencialmente óleos vegetais.
3 – Para a sobremesa, escolha uma opção baseada em fruta fresca.
4 – Opte por métodos de confeção que não adicionam muita gordura (a vapor, assados, grelhados, etc.)
5 – Escolha água para acompanhar o almoço.
6 – Coma frutos ou vegetais crus com a sua refeição.
7 – Coma um produto lácteo com a sua refeição e favoreça os produtos bom baixo teor de açúcar, de gordura e aditivos.
8 – Por que não escolher peixe para este prato? (Recomenda-se o consumo de peixe, pelo menos, duas vezes por semana).
9 – Escolha pão integral.
E pratique atividade física, pelo menos, 30 minutos por dia!

ITÁLIA

RESTAURANTES
1 – Oferecer vegetais como acompanhamento.
2 – Oferecer legumes e vegetais.
3 – Oferecer pão integral ao almoço.
4 – Usar pouco sal nos pratos oferecidos, usando preferencialmente especiarias.
5 – Oferecer pratos com aves ou, se possível, carnes brancas.
6 – Ter peixe como parte das refeições oferecidas.
7 – Preferir utilizar azeite.
8 – Oferecer sobremesas baseadas em lacticínios (gelado à base de leite, iogurte em vez de sorvete) ou baseadas em fruta.
9 – Oferecer preferencialmente azeitonas e vegetais crus em vez de batatas fritas e pretzels.
10 – Favorecer técnicas de cozedura, como por exemplo, o grelhar ou o cozer a vapor ou no forno e evitar os condimentos em excesso.
11 – Oferecer água natural ou com gás se possível.
TRABALHADORES
1 – Provar a comida antes de adicionar sal.
2 – Escolher água para acompanhar o almoço.
3 – Prestar atenção à dose de que necessita, pode ser maior ou mais pequena.
4 – Comer pelo menos 5 porções de fruta e vegetais por dia.
5 – Para sobremesa, escolher opções que contenham fruta e às vezes, como alternativa, lacticínios.
6 – Escolher tipos de confeção que não adicionem muita gordura (grelhar ou cozer a vapor ou no forno, etc.).
7 – Durante as pausas, evitar refeições ligeiras gordurosas ou ricas em sal ou açúcar.
8 – Tentar passar alguns dias sem comer carne. A combinação de legumes e cereais é uma boa alternativa.

ESPANHA

RESTAURANTES
1 – Pelo menos um terço dos primeiros pratos deverá basear-se em vegetais.
2 – Deverão ser oferecidos vegetais como acompanhamento de segundos pratos.
3 – Deverá existir pelo menos uma opção de peixe para o segundo prato. Deverá existir pelo menos uma opção de carne branca (frango, peru, coelho, etc.) ou uma opção com ovos para o segundo prato. Estas opções deverão ser preparadas sem produtos à base de carne (como, por exemplo, salsichas ou bacon).
4 – Pelo menos uma em cada três opções de sobremesa deverá ser fruta fresca (inteira ou preparada, como por exemplo, salada de frutas).
5 – Pelo menos duas vezes por semana deverá ser oferecido um primeiro prato de legumes, cozinhado essencialmente com comida de origem vegetal (por exemplo, vegetais ou arroz).
6 – Deverão incluir-se preparações culinárias que não exijam a adição de uma grande quantidade de gordura (natas, banha, margarina, manteiga ou óleo) e deverão usar-se técnicas de confeção ,como por exemplo, cozer a vapor, cozer no forno, grelhar, saltear, cozedura na chapa, etc.
7 – Deverá ser oferecido azeite virgem para os molhos.
8 – Deverá ser oferecido pão integral em alternativa ao pão branco.
9 – Quando os comensais se sentarem, deverá ser colocado um jarro de água nas mesas. Os saleiros não deverão estar ao alcance dos clientes, só deverão ser facultados se forem pedidos.
10 – Quando os comensais se sentarem, deverá ser colocado um jarro de água nas mesas. Os saleiros não deverão estar ao alcance dos clientes, só deverão ser facultados se forem pedidos.
11 – Deverão existir as seguintes opções:
- o menu tradicional;
- a opção de optar por dois primeiros pratos (e sobremesa);
- a opção de escolher meio menu: um prato escolhido a partir do primeiro prato e do segundo prato (e sobremesa); ou menus completos baseados em meias doses.
TRABALHADORES
1 – Provar sempre a comida antes de adicionar sal.
2 – Escolher água para acompanhar o almoço.
3 – Comer pelo menos 5 porções de fruta e vegetais por dia.
4 – Tentar transformar os produtos à base de fruta ou lacticínios magros nas sobremesas habituais.
5 – Optar por técnicas de confeção que não adicionem uma quantidade excessiva de gordura.
6 – Definir como prioritário o consumo de cereais e produtos integrais como, por exemplo, pão integral.
7 – Aumentar o consumo de legumes, peixe e ovos como alternativa ao consumo de carne, especialmente carne vermelha.
8 – Escolher o menu garantindo a presença de vegetais, especialmente como primeiro prato ou, se não, como acompanhamento.
9 – Ter cuidado com o tamanho das doses. Comer apenas aquilo de que necessita, nem mais nem menos.
10 – Durante as pausas, evitar petiscar comidas com muita gordura, sal ou açúcar (por exemplo, snacks salgados ou doces).

SUÉCIA

RESTAURANTES
1 – Dê prioridade a métodos de confeção como a cozinha ao vapor, no forno ou os grelhados.
2 – Ofereça pratos em dois tamanhos.
3 – Utilize o símbolo de fechadura para identificar as refeições equilibradas na ementa.
4 – Disponibilize, pelo menos, um prato tipo “Fechadura” no topo da ementa (prato do dia).
5 – Calcule o consumo de refeições e o tamanho das porções (Näringsvärdesberäkning på måltiderna) Nutricionista/”Fechadura”.
6 – Ofereça pratos de peixe, pelo menos, uma vez por semana como um dos pratos “Fechadura” (tenha em consideração a lactose e o glúten).
7 – Utilize o ”modelo de tabuleiro” (um ”modelo de prato” melhorado) como informação acerca de refeições equilibradas.
8 – Permita ao cliente comer mais vegetais - por exemplo, deixando espaço para a salada no prato, servindo a salada em primeiro lugar ou servindo mais salada no prato.
9 – Divida o bar de saladas segundo categorias - por exemplo, em secções de “quantidade ilimitada” e “quantidade limitada". (A secção de quantidade Limitada deverá incluir saladas pré-misturadas com molhos, etc.)
10 – Utilize um bar de saladas com, pelo menos, 8 opções diferentes de vegetais, fruta e leguminosas cozinhadas.
11 – Disponibilize sempre água da torneira.
12 – Disponibilize sempre pão com alto teor de fibra (por exemplo, Knäckebröd)(pão marcado com o símbolo de Fechadura).
13 – Disponibilize sempre molhos com baixo teor de gordura e molhos baseados em azeite - sem ácidos gordos trans (máx. 2%).
TRABALHADORES
1 – Prove a comida antes de adicionar sal e/ou experimente outros condimentos.
2 – Reduza a utilização de gordura e use preferencialmente óleos vegetais.
3 – Coma, pelo menos, 5 porções de fruta/vegetais por dia.
4 – Para a sobremesa, escolha uma opção baseada em fruta fresca e, ocasionalmente como alternativa, produtos lácteos.
5 – Opte por métodos de confeção que não adicionam muita gordura (a vapor, assados, grelhados, etc.).
6 – Escolha água para acompanhar o almoço.
7 – Escolha a refeição de “fechadura”.
8 – Utilize o modelo de tabuleiro para compor uma refeição equilibrada.
9 – Utilize o bar de saladas para complementar o seu almoço com vegetais/fruta/leguminosas cozinhadas.
10 – Coma pão rico em fibra/integral.

PORTUGAL

RESTAURANTES
1 – Preferir os métodos de confeção como cozidos, estufados e grelhados;
2 – Disponibilizar jarros com água;
3 – Disponibilizar sopa de hortícolas;
4 – Disponibilizar mini prato;
5 – Não apresentar saleiros nas mesas, disponibilizar apenas se for pedido;
6 – Disponibilizar como acompanhamentos hortícolas (cruas ou confecionados) e leguminosas;
7 – Oferecer pão de mistura ou pão integral como possibilidade de escolha;
8 – Disponibilizar pratos de peixe e carnes brancas;
9 – Disponibilizar produtos sazonais, nacionais e sua promoção;
10 – Incluir fruta fresca no "Menu do dia" em alternativa à sobremesa doce;
11 – Utilizar as ervas aromáticas em substituição do sal;
12 – Utilizar o azeite como gordura de base dos preparados culinários, entradas e acompanhamentos.
TRABALHADORES
1 - Planear refeições antecipadamente. Comer fora de horas ou petiscar ao longo do dia promove a obesidade;
2 - Introduzir pão de mistura ou trigo nos lanches;
3 - Incluir produtos lacticínios nos lanches;
4 - Começar sempre as refeições com sopa de legumes. Acrescentar leguminosas de vez em quando;
5 - Beber água ao almoço;
6 - Incluir peças de fruta na sobremesa e nos lanches;
7 - Reduzir o sal, dar preferência a ervas aromáticas na confeção;
8 - Temperar moderadamente a comida e as saladas com azeite;
9 - Dar preferência a confeções simples. Os cozidos ou grelhados protegem os nutrientes da comida;;
10 - Evitar bebidas açucaradas;
11 - Quando se come fora do local de trabalho é aconselhável caminhar. Com companhia, tanto melhor.

ESLOVÁQUIA

RESTAURANTES
1 - Dar preferência a métodos de confeção como a vapor, forno ou grelhador;
2 - Oferecer meias doses;
3 - Não pôr sal na mesa;
4 - Proporcionar alternativas aos produtos e aos pratos com farinha integral, massa integral e outros produtos integrais. Por exemplo, se pedido, servir pão de trigo e de centeio;
5 - Servir molhos à parte;
6 - Permitir que os clientes comam mais legumes frescos, de forma a deixar espaço para salada, servir salada como entrada ou servir diretamente no prato;
7 - Como oferecer aos clientes água potável;
8 - Pôr no menu azeite e molhos de baixo teor calórico;
9 - Para sobremesa, servir mais fruta fresca, fruta ou sobremesas à base de leite;
10 - Oferecer escolha de diferentes opções de acompanhamentos para todos os pratos – inclusivamente para pratos do dia;
11 - Oferecer mais refeições com carnes com baixo teor de gordura, nomeadamente, carne de aves e de bovino;
12 - Indicar o valor energético em kJ (por exemplo, quantos kilojoules fazem parte da refeição).
TRABALHADORES
1 - Provar a comida antes de adicionar mais sal/ou experimentar outros condimentos;
2 - Diminuir o uso de gorduras e se possível usar óleos vegetais;
3 - Comer pelo menos 5 porções de fruta/vegetais por dia;
4 - Para sobremesa, escolher opções que contenham fruta e às vezes, como alternativa, produtos lacticínios;
5 - Escolher tipos de confeção que não adicionem muita gordura (vapor, assados, grelhados, etc.);
6 - Escolher água para acompanhar o almoço;
7 - Dar preferência a pão de trigo ou de centeio;
8 - Comer fruta e vegetais com todas as refeições;
9 - Acompanhar o almoço com água;
10 - Planear refeições adequadas às suas necessidades. As refeições devem ser variadas e incluir vegetais, fruta, frutos secos ou carnes com baixo teor de gordura;
11 - É aconselhável consumir em pequenas porções quatro a cinco refeições por dia. O pequeno-almoço é a refeição mais importante do dia. Deve-se extrair energia do almoço. O jantar é a terceira refeição mais importante. Como lanche escolher fruta e vegetais, e diminuir o consumo de comidas ricas em gordura e sal. De forma a acabar com a fome entre refeições consumir frutos secos sem sal em pequenas quantidades, azeitonas, fatias de pão integral, fruta fresca, sumos de fruta fresca e produtos lacticínios com pouca gordura;
12 - Beber pelo menos dois litros de líquidos por dia. Dar preferência a água em vez de refrigerantes açucarados.

ÁUSTRIA

RESTAURANTES
- CRITÉRIOS OBRIGATÓRIOS
Oferta diária de pastelaria integral.
Oferta diária de um prato vegetariano.
Os pratos de carne são acompanhados de salada e/ou amiláceos.
Oferta de prato de peixe, uma vez por semana. Nos restaurantes vegetarianos/vegan é preparada, pelo menos, uma refeição com óleo de colza.
São usados os seguintes modos de preparação: grelhados, estufados, refugados.
- CRITÉRIOS DESEJÁVEIS
Inexistência de saleiro na mesa.
Área para disponibilização gratuita de água da torneira e copos.
Possibilidade de escolha de porções grandes ou pequenas pelos consumidores.
Nos casos em que exista um prato do dia/almoço este deverá incluir, três vezes por semana, uma salada e/ou vegetais e/ou uma sopa de legumes.
TRABALHADORES
- Mensagens de satisfação e saúde
- Todas as mensagens têm por base a pirâmide alimentar austríaca
1. Já bebeu o suficiente hoje? A água e os chás não açucarados são a melhor opção por não conterem açúcar.
2. Não se esqueça da fruta e dos legumes! De preferência 5x por dia!
3. A farinha integral tem mais valor acrescentado! As vitaminas e os minerais encontram-se na casca e no grão.
4. Ao nível da alimentação, os acompanhamentos são as estrelas! O arroz, a massa e as batatas fornecem bons hidratos de carbono.
5. Obtenha cálcio cimento ósseo através do consumo de leite, queijo e iogurtes.
6. Faça uma pausa! O seu corpo agradece 3 refeições por semana sem carne e enchidos.
7. Atenção à linha! Coma peixe, pelo menos, uma vez por semana!
8. Temperos em vez de sal! Salsa, manjerona, tomilho, orégãos, basílico, coentros, hortelã, endro, cominhos, cardamomo, etc., são saborosos e ajudam à digestão.
9. Plantas ao poder! Favorecer as plantas, em vez dos animais, é mais saudável –
Sobretudo devido às gorduras.
10. Cozinhar de forma inteligente significa usar pouca gordura! Fazer estufados, cozinhar ao vapor, grelhar ou assar são bons métodos de preparação.